Sem categoria, TV

Caçando Nazistas

Desde que acompanhei Watchmen e The Leftovers, nenhuma série consegue me prender por mais de dois epsódios. Me tornei mais exigente com o enredo, atuação e coisas que Lindelof faz de maneira excepcional (sou fã, sim). 

Enfim consegui dar uma chance à Hunters por dois motivos: produção de Jordan Peele (Corra!) e  Al Pacino no elenco. O hype me pegou logo no trailer, comecei a assistir com a maior das expectativas, talvez tenha sido meu maior erro. Como a junção de Jordan Peele e Al Pacino chutando nazistas poderia dar errado? Pois é.

Deixando escurecido aqui que são somente opiniões de uma pessoa que gosta de assistir filmes e séries, não esperem por críticas robustas e lotadas de conceitos e teorias. Obrigada.

Hunters é uma produção da Prime Video e estreou no streaming em 2020. A trama se passa nos anos 1970 nos EUA, onde um grupo de caçadores de nazistas ( Hunters) descobre que existem nazistas vivendo calmamente no país e que planejam um Quarto Reich.

Personagens rasos demais pra um tema tão profundo, a mistura do cômico com o trágico funcionando poucas vezes e fazendo rir raramente, mas que talvez seja a intenção. Como falhar com uma proposta tão maravilhosa assim? Quase impossível.

O grupo disposto a chutar nazistas é apresentado como forte e indestritível, porém no decorrer dos episódios demonstram uma fraqueza sem igual perante aos nazistas que pretentem dizimar parte da população mundial.

O protagonista, interpretado por Logan Lerman (As Vantagens de Ser Invisível) até tenta, mas não me agradou muito. A culpa neste caso creio que não seja tanto do ator, mas do roteiro. Al Pacino tentou,  interpretanto Meyer Offerman, o lider do grupo, assim como Jerrika Hinton (Grey’s Anatomy) e Millie Morris. Personagens sem produndidade, episódios arrastados demais e um final desanimador.

hunters-amazon-1-1024x445
Imagem: Divulgação

Um destaque para Jerrika Hinton (saudades, Stephanie Edwards) que interpreta Millie Morris, uma policial negra e lésbica, que não acredita na violência como a melhor forma de lidar com nazistas, pasmem, demonstra ser minimamente possível.

É possível ver o a mão e o sarcasmo de Jordan Peele em alguns pontos no decorrer dos episódios, nitidamente – isso foi ideia do Jordan Peele, ainda assim falta alguma coisa.

Como se não bastasse, a produção sofreu críticas do Museu de Auschwitz pelo modo da reprodução dos campos de concentração. A crítica expõs uma cena onde mostra uma forma de extermínio que não existiu de fato, segundo o museu “Honramos as vítimas preservando a precisão factual” e que essa forma de expor o que aconteceu pode pactuar com ideias negacionistas.

Entrando em outro questionamento, durante a série a partir das personagens negras (uma delas envolvida com os Panteras Negras) me peguei pensando nos negros que viviam na Alemanha durante o Holocausto. A personagem, interpretada por Tiffany Boone (The Following) fala em certo momento que aquela luta não é dela, mas que de alguma forma precisa estar lá.

Hunters_TV_Series-976340047-large
Imagem: Divulgação

Segundo matéria divulgada pela BBC Brasil, no início da Primeira Guerra Mundial, em 1914, a população negra que antes era transitória por todo o território, se assentou na Alemanha. O temor da miscigenação, deu origem à diversas histórias inventadas e caracturas de cunho racista de soldados africanons como estupradores e predadores sexuais, o que alimentava o ódio às pessoas negras. “Foram e são os judeus que estão trazendo os negros à Renânia sempre com os mesmos pensamentos secretos e objetivo claro de arruinar a odiada raça branca pela resultante ‘bastardização”, escreveu Hitler na obra publicada em 1925 com suas ideias e crenças.

_106958417_dsc03886
Manchete do jornal Frankfurter Volksblatt em 1936: “600 bastardos” Imagem: BBC Brasil

 

A matéria ressalta que além da perseguição aos judeus, depois que Hitler assumiu o poder pessoas negras passaram a ser humilhadas em públco e impedidas de trabalhar ou estudar, além do indício de que negros alemães estiveram nos campos de concentração, uma vez que existem relatos de desaparecimentos.

Enfim, voltando à série, Hunters é ótima no quesito morte aos nazistas, porém péssima em quase todo o restante. Quase me esqueço de um plot twist horroroso que decidiram inserir na história sem próposito algum, decepcionante. Não funcionou.

De início imaginei que poderia ser interessante essa mistura do cômico com o trágico, afinal apesar de terem propostas bem diferentes Jojo Rabbit conseguiu fazer com maestria. Há quem diga que a proposta era inserir um pouco do Tarantino à história, novamente, não funcionou. Além de toda a publicidade feita em torno da série, passei por vários pontos de ônibus com a divulgação em amarelo.

Al Pacino, Jordan Peele
Você me prometeu, Amazon! Imagem: Divulgação

Eis a maior decepção da TV em 2020 e pelo jeito a única.

Uma pena.

kelly-souza

 

 

Fique em casa e lave as mãos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s