Sem categoria

No meu pescoço | Chimamanda Ngozi Adichie

Acredito que todos amamos Chimamanda, escritora nigeriana que nesta altura do campeonato dispensa apresentações, por isso serei breve.

Desde o sucesso com seu romance “Meio Sol Amarelo” resenha aqui Chimamanda Ngozi Adichie vem conquistando seu espaço entre os livros mais vendidos no Brasil e no mundo. Em Americanah resenha aqui , a nigeriana conquistou de vez o seu lugar ao sol super merecido.

no seu pescoço.PNG

“No seu pescoço” (The Thing Around Your Neck, em título original) foi publicado em 2009 e traduzido para o português somente em 2017, publicado pela editora Companhia das Letras.

Confesso que ainda não havia me recuperado do baque causado por Americanah, que hoje é o livro da minha vida, quando resolvi ler “No seu Pescoço”. O livro é composto por doze contos fortes e muitas vezes desconfortáveis, nos fazendo questionar o machismo e o racismo que de fato, nada perde para as outras obras da escritora.

É muito fácil e rápida a identificação com os personagens, que em alguns contos são identificados na segunda pessoa. Chimamanda como sempre nos desperta a sensação maravilhosa de pertencimento e empatia, quando conta histórias de mulheres e homens negros em seus cotidianos.

chimamandan.png

 

Em muitas passagens, Chimamanda deixa evidente a visão deturpada de uma África criada pelo ocidente embranquecido e reforçado pela realização do sonho americano. Acredito que pessoas que não costumam praticar a empatia podem se chocar ao ler “No seu pescoço”, uma vez que a escritora não nos polpa de mostrar o machismo descarado dos homens, a ideia de que nós mulheres negras tenhamos nossa beleza definida como algo “exótico” e  a transformação da África num mero país.

“No Seu pescoço” nos mostra a Nigéria não com a visão embranquecida, mas com quem de fato vivenciou a brutalidade policial, corrupção e não deixando de lado a doçura “do primeiro amor” como Chimamanda enfatiza sempre. Fica bem claro durante a leitura dos contos, o reflexo da colonização dos países da África e consequentemente uma visão errônea e absurda da cultura e valores africanos.

“Jumping Monkey Hill” (possivelmente meu favorito de todo o livro),  conta a história de um workshop para jovens escritores africanos, organizado por uma instituição inglesa em um resort na África do Sul. É maravilhoso ver a percepção de cada escritor sobre África e sobre como veem pessoas negras, a diferença é evidente. O machismo, a reprodução de aspectos culturais e claro muitos discursos academicistas. Além do conto que intitula o livro “No seu pescoço” onde Chimamanda é ácida e objetiva, sempre pontual e disposta a não poupar palavras para descrever sentimentos das mulheres negras em relação ao mundo, a autora acerta mais uma vez.

Muitas pessoas no restaurante perguntavam quando você tinha chegado da Jamaica, pois achavam que qualquer negro com sotaque estrangeiro era jamaicano. Alguns que adivinhavam que você era africana diziam que adoravam elefantes e queriam fazer um safári.

No seu pescoço -página 71

Com sua escrita forte e cheia de significado, Chimamanda passa a ser leitura essencial para nós mulheres negras quando procuramos por representatividade, ao mesmo tempo a leitura passa a ser de extrema importância para todos que querem aprender um pouco mais sobre feminismo, lugar de fala e  questões de raça e gênero.

Em entrevista ao El Pais, quando questionada se sempre se sentiu feminista, Chimamanda responde brevemente “Ser feminista te faz mais consciente das pequenas coisas, de que há pessoas às quais não ocorre que as mulheres também somos seres humanos. Sempre que me perguntam como cheguei a ser feminista, digo que não me fiz feminista, sempre o fui. Desde criança. E não por ter lido um livro.” Acredito que teríamos a mesma resposta, porém algumas já adultas, outras em fases mais maduras da vida.

Se você ainda não leu nenhum livro de Chimamanda, talvez “No seu Pescoço” seja um primeiro passo para se apaixonar. A leitura te transporta para um lugar sob um olhar nigeriano, às vazes de um imigrante nos Estados Unidos nos fazendo ter voz e uma mistura encantadora de sentimentos.

Leitura extremamente recomendada.

Kelly Souza

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s