cabelo, empoderamento, racismo

“Nega do cabelo duro…”

Quem tem o cabelo crespo sabe que nosso cabelo não é duro, muito menos ruim. Sabemos também que não gostamos de ser exibidas como algo exótico, uma vez que não somos. O problema em grande parte das vezes, não é somente o fato dele não ser ruim, mas que isso seja usado de maneira racista.

Nós, que nessa altura do campeonato já estamos saturadas de tanto ouvir “cabelo ruim” e “cabelo duro” ainda nos surpreendemos quando alguém supostamente nos ofende usando estes termos.

Quando me gritaram “cabelo ruim”, me senti mal mais uma vez, mas óbvio não só por isso, porque sei que meu cabelo é maravilhoso. O que me doeu foi que ao ouvir “cabelo ruim” penso que nada ou pouca coisa mudou.

kelly-souza.png

O fato de ter me libertado da química, incomoda e muito da mesma maneira de quando tinha os cabelos alisados. O que na verdade incomoda é que sou preta e isso não posso e nem quero mudar. Não seria menos negra, caso ainda tivesse os cabelos alisados, o racismo só seria um pouco menos escancarado.

Penso que talvez para mim (que só tenho 2 anos) ou para outras mulheres com 5, 10 anos de cabelo natural, seja um pouco menos doloroso. Não pelo fato de não se entristecerem com aquela violência, mas sim porque elas estão certas de sua beleza e elas não têm sua auto-estima abalada. Talvez para uma mulher que acabou de sair da transição, pós big chop (grande corte), seja mais difícil segurar o rojão.

Ainda dói saber que o racismo continua imperando e não podemos esperar que isso mude. O que posso fazer, é expor, brigar e lutar pra que nos respeitem. Que respeitem a nossa negritude.

No mais somos nós por nós. Nos amamos porque somos maravilhosas, sim por mais que continuem gritando que nosso cabelo é duro, grito de volta que sou negra sim e exijo respeito.

Mais um desabafo para 2017.

Por Kelly Souza

logomarca-desmembrada-variacao-fundo-escuro

 

Anúncios

4 thoughts on ““Nega do cabelo duro…””

  1. Até me emocionei com o texto. É estarrecedor como em pleno século XXI, ainda tenhamos que lidar com esse tipo de situação. O pior é quando esses comentários negativos vêm de pessoas de nossa própria família….
    Trabalho todo dia minha mente para não me importar com essas coisas, mas ainda fico bem abalada quando ouço certas críticas destrutivas sobre meu cabelo crespo porque ele representa minha identidade.
    Obrigada por compartilhar de sua força conosco, amei o texto!
    Bjos

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s