Cultura, Literatura, representatividade

Série Leia Autores Negros | Ruth Guimarães

Romancista, poeta, jornalista, tradutora e pesquisadora da literatura oral nacional, Ruth Botelho Guimarães nascida em Cachoeira Paulista – SP em 1920. Ruth também foi professora por muitos anos em escolas públicas em São Paulo.

Aos 10 anos de idade, a autora já escrevia seus primeiros poemas e publicava seus versos nos jornais locais.

Obras Publicadas

  • Água Funda. Porto Alegre: Edição da Livraria do Globo, 1946.
  • Os Filhos do Medo. Porto Alegre: Editora Globo, 1950.
  • Pesquisa folclórica sobre o diabo. Crônicas Valeparaibanas. São Paulo: Centro Educacional Objetivo/Fundação Nacional do Tropeirismo,1992.
  •  Contos de Cidadezinha. Lorena: Centro Cultural “Teresa D’Ávila”, 1996.
  • Não Ficção Mulheres Célebres. São Paulo: Editora Cultrix, 1960.
  •  As Mães na Lenda e na História. São Paulo: Editora Cultrix,1960.
  •  Líderes Religiosos. São Paulo: Editora Cultrix, 1961.
  •  Lendas e Fábulas do Brasil. São Paulo: Editora Cultrix, 1972.
  • Dicionário de Mitologia Grega. São Paulo: Editora Cultrix, 1972.
  • O Mundo Caboclo de Valdomiro Silveira. Rio de Janeiro: Livraria José Olympio Editora/Secretaria de Cultura, Esportes e Turismo do Estado de São Paulo/Instituto Nacional do Livro,1974.
  • Grandes Enigmas da História. São Paulo: Editora Cultrix,1975.
  • Medicina Mágica: as simpatias. São Paulo: Global Editora,1986.
  • Lendas e Fábulas do Brasil. São Paulo: Círculo do Livro,1989.
  • Calidoscópio – A Saga de Pedro Malazarte. São José dos Campos: JAC Editora, 2006.
  •  Histórias de Onça. São Bernardo do Campo: Usina de Idéias Editora, 2008. Volume I do Projeto Macunaíma.
  •  Histórias de Jabuti. São Bernardo do Campo: Usina de Idéias Editora, 2008. Volume II do Projeto Macunaíma.
  • Literatura e afrodescendência no Brasil: antologia crítica. Vol. 1, Precursores. Organização de Eduardo de Assis Duarte. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2011.

ruthguimaraes.jpg

“Escreverei, hoje, para hoje? Que é quanto dura uma crônica de jornal? Para amanhã? Para daqui a um ano? Para daqui a uma década, que é quanto dura — quem sabe? — um livro?
Não sei. Realmente não sei. Continuo tecendo o meu casulo.
Em meus textos, onde estou? Do que dou testemunho, certamente, é que eu estava mesmo aqui, enquanto os escrevia.
Meus textos, por que os escrevo? Não sei. Realmente não sei. Mas continuarei a escrevê-los.”
Disponível em https://goo.gl/k98j92

Ruth Guimarães foi uma das primeiras mulheres negras a ocupar espaço no cenário da literatura brasileira. Estudiosa e pesquisadora da cultura popular, com ênfase no folclore e teve como mentor o escritor Mário de Andrade. “Entre suas dezenas de publicações, destacam-se, além de Água Funda, Calidoscópio – A saga de Pedro Malazarte, Lendas e Fábulas do Brasil, Contos de Cidadezinha e o ensaio Os filhos do Medo. 1 ALMEIDA; QUEIROZ. Na captura da voz: as edições da narrativa oral no Brasil, 2004. LITERAFRO – http://www.letras.ufmg.br/literafro Traduziu Balzac, Dostoievski, Daudet e Apuleio, além de ser autora de um importante dicionário da Mitologia Grega.” Literafro – UFMG.

A escritora foi empossada em 2008 na Academia Paulista de Letras sendo eleita imortal no mesmo ano.

Leia autores negros! Leia Ruth Guimarães.

logomarca-desmembrada-variacao-fundo-escuro

 

Anúncios

3 comentários em “Série Leia Autores Negros | Ruth Guimarães”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s