Literatura

Série Leia Autores Negros | Miriam Alves

Miriam Alves, assistente social e poeta . Foi integrante do grupo Quilomboje entre 1980 e 1989, sendo a responsável pela produção dos “Cadernos Negros”.

Nascida em São Paulo, em 1952 foi escritora visitante na Universidade do Novo México, em 2007 e na Escola de Português de Middlebury College em 2010, nos EUA quando ministrou os cursos de Literatura e Cultura Afro-brasileira. Suas obras já foram traduzidas na Alemanha e nos EUA.

Miriam Alves fala sobre a comunidade em que vive e sobre sua própria vida. Sua trajetória como militante, explícita nos textos dos “Cadernos Negros”, fez com que esse tom de protesto e descontentamento social permanecesse em suas obras como escrita marcante.

miriam-alves-poema.jpg

Obras

  • Momentos de busca. São Paulo: Edição da autora, 1983. (poesia).
  • Estrelas no dedo. São Paulo: Edição da autora, 1985. (poesia).
  • Mulher mat(r)iz. Belo Horizonte: Nandyala, 2011. (contos).
  • (De) Clamar. São Paulo: Orobó Criações, 2011. (poesia).
  • Bará na trilha do vento. Salvador: Ogum’s Toques Negros, 2015. (romance).
  •  Terramara. São Paulo: Ed. dos Autores, 1988. (Texto teatral, coautoria Arnaldo Xavier e Cuti)
  • Cadernos Negros. Números 5, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 17, 19, 20, 21, 22, 24, 25, 26, 29, 30, 31, 33, 34. São Paulo: Quilombhoje, 1982-2011.
  • Cadernos Negros: os melhores poemas. São Paulo: Quilombhoje; Fundo Nacional da Cultura, Ministério da Cultura, 1998.
  • Cadernos Negros: os melhores contos. São Paulo: Quilombhoje; Fundo Nacional da Cultura, Ministério da Cultura, 1998.
  • Axé – antologia da poesia negra contemporânea. Org. Paulo Colina. São Paulo: Global Ed., 1982.
  • Mulheres entre linhas – II concurso de poesia e conto (revelação de novos valores femininos no Estado de São Paulo). São Paulo: Secretaria de Estado da Cultura; Conselho da Condição Feminina, 1986.
  • Pequena Antologia Temática. In: CAMARGO, Oswaldo de. (Coautoria e colaboração)
  • O negro escrito: apontamentos sobre a presença do negro na literatura brasileira. São Paulo: Secretaria do Estado e da Cultura, 1987.
  • A razão da chama – antologia de poetas negros brasileiros. Org. Oswaldo de Camargo. São Paulo: Edições GRD, 1986. 1979-1988-
  • 10 Anos de luta contra o racismo. São Paulo: Confraria do Livro, 1988. Schwarze poesie – Poesia negra. Org. Moema Parente Augel. St Gallen/Köln/São Paulo: Edition diá, 1988. (edição bilíngue alemão português).
  • Poesia negra brasileira: antologia. Org. Zilá Bernd. Porto Alegre: AGE; IEL; IGEL,1992.

Miriam Alves com sua escrita marcada pelo ativismo, escancara e desmascara a condição da mulher negra e da falsa democracia racial no Brasil, que até então era hipocritamente mostrada .

“Miriam Alves integra uma geração de escritoras negras brasileiras que têm produzido textos literários interessados em marcar olhares que registram outras configurações para o corpo negro, rompendo com um silenciamento imposto historicamente às mulheres de origem afrodescendente dentro e fora universo ficcional. São vozes literárias que investem e buscam inscrever outras formas de escrita do corpo através de versos que surgem munidos de desejo, sedução e erotismo, cujas representações diferenciam os seus discursos poéticos das imagens e dos sentidos depreciativos disseminados em inúmeras produções da literatura nacional. ” INFINITAS DESCOBERTAS DO CORPO NA ESCRITA POÉTICO-ERÓTICA DE MIRIAM ALVES – Cristian Souza de Sales

Míriam, em entrevista a Revista Geni disse que a falta de escritores negros publicados deve-se primeiramente às portas fechadas das editoras: “As editoras no Brasil são cinco famílias que detêm o monopólio. Você acha que nós optamos por fazer os nossos próprios livros porque a gente gosta de vender a nossa geladeira pra pagar a editora? Não! É porque o bloqueio editorial começa aqui.” Além das editoras, a escritora ressalta a falta de apoio aos escritores negros no Brasil, oposto ao que ocorre no exterior, onde autores brasileiros negros são reconhecidos e chamados para mesas de discussões que jamais aconteceriam em nosso país. Autores negros raramente são inclusos em debates e eventos acadêmicos.

 

Os textos de Miriam Alves estão em antologias e teses nacionais e internacionais, assim como tem experiência em ministrar cursos no exterior, Literatura Afro-Brasileira e Cultura Afro-Brasileira.

Leia Miriam Alves. Leia autores negros!

_________________________________________________

Referências

Pensamentos da Mulher Negra na Diáspora: Escrita do Corpo, Poesia e História
Cristian Souza de Sales
http://www.revistas.usp.br/sankofa/article/view/88889

Expressões do erotismo e sexualidade na poesia feminina afro-brasileira contemporânea.
Cristian Souza de Sales
http://150.164.100.248/literafro/data1/autores/107/mirianartigocristian.pdf

Literatura Subversiva – Por Miriam Alves
https://litsubversiva.wordpress.com/2012/04/30/com-a-palavra-miriam-alves/

bbp_texto

 

 

Anúncios

1 thought on “Série Leia Autores Negros | Miriam Alves”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s