Cultura, música, Sem categoria

E se o rock in roll continuasse negro?

A mãe do rock é negra. O deus do rock é negro. O rock foi inventado por negros. Queiram os brancos ou não.

Mas por que cargas d’água ainda não vejo bandas com integrantes negros? Principalmente bandas de heavy metal? Pensando nisso resolvi pesquisar.

Como disse, uma mulher negra criou o rock‘n’roll. Esquecida com o tempo, Sister Rosetta apresentava um programa numa rádio golspel nos anos 30/40.

Rosetta que inspirou ícones como B.B King, Bob Dylan e Chuck Berry, nasceu em 1915 e era filha de apanhadores de algodão.

O rock‘n’roll tem sua origem negra no blues e com forte teor contestador e de rebeldia. O embranquecimento do ritmo, se deu por volta dos anos 50 e 60 quando nomes como Bill Halley, Elvis Presley e Beatles estouraram.

Felizmente, por volta da década de 70 aparece o deus do rock Jimi Hendrix. Com suas distorções maravilhosas e suas músicas incríveis.

O que temos para falar sobre negros no rock‘n’roll depois de Hendrix? Difícil nos lembrarmos de imediato. Podemos citar as bandas Herix, Mothers Finest, Living Colour, Derrick Green (vocalista da banda Sepultura), Ben Harper e Lenny Kravitz, sendo  Derrick o mais atual.

 

Os negros se afastaram ou foram afastados do rock‘n’roll? Digo por experiência própria. Gosto muito do estilo, principalmente do heavy metal e não me vejo representada num ambiente onde olhos claros e cabelos lisos e compridos são os pré requisitos.

Será por motivos estéticos que o negro se afastou do ritmo que ele mesmo criou? O músico Seu Jorge disse certa vez “O rock não é um gênero pro negro, apesar de Jimi Hendrix”.

Discordo. É um gênero de negros e para negros, sim! O que aconteceu e que perpetua é o seu embranquecimento contínuo. O negro sente-se mais representado ouvindo rap, reggae  e outros ritmos? Claro, falo mais uma vez por mim, que deixei de frequentar locais onde o rock é realmente feito para brancos, assim como majoritariamente todo seu público.

Resolvi escrever este post  quando as minhas esperanças estavam acabando depois de ver esta banda formada por três garotos negros do Brooklin / Nova Iorque, nos EUA.

unlocking_the_truth_beleza_black_power
Imagem  por soulhead.com

Unlocking the Truth, é uma banda de heavy metal de qualidade exemplar. O que me deixa bastante esperançosa quanto aos negros no metal. Com Malcolm Brickhouse na guitarra e no vocal,  Jarad Dawkins na bateria e Alec Atkins no baixo, a banda desses garotos promete e muito.

Não sei vocês, mas eu me apaixonei. Valorizo qualquer vertente em que os negros estejam inseridos, literatura, música, arte. Principalmente quando faz parte da sua origem e que lhe foi tomado quase que à força.

Além destes meninos maravilhosos, outra notícia que me deixou surpresa foi a entrada do N.W.A para o Rock and Roll Hall of Fame. O Rock and Roll Hall of Fame é responsável por registrar a história de músicos e bandas influentes na indústria musical, principalmente no Rock and roll. Nomes como Tina Turner, Aretha Franklin e Michael Jackson também estão inseridos na lista. A cerimônia aconteceu no dia 8 de abril de 2016.

Mas o que o N.W.A (um grupo de RAP) tem a ver com o rock? Ice Cube dá a resposta.

nwa_rock-and-roll-hall-of-fame-beleza-black-power.png

Geene Simmons, integrante da banda Kiss, mostrou-se indignado com o feito e soltou a seguinte declaração “Eu estou ansioso para a morte de rap. Eu estou ansioso para a música voltar a letra e a melodia, ao invés de apenas fala.” O que nos afasta do Rock? Coisas desse tipo. Os dois ritmos não podem coexistir? Não, segundo alguns, o rock (se for branco, melhor ainda) é mais importante.

Mas eu deixo o questionamento, será que o rock realmente não é mais para os negros, apesar de toda a sua história? Reflitam.

______________________________

Link de referência

A Bíblia do Rock

http://abibliadorock.blogspot.com.br/2015/12/negros-no-rock-e-metal.html

Cleveland.com

http://www.cleveland.com/entertainment/index.ssf/2016/04/nwa_and_gene_simmons_rock_roll.html

BBP

 

 

 

 

 

Anúncios

2 comentários em “E se o rock in roll continuasse negro?”

  1. De todos os gêneros criados nos anos 30/40, entre eles o Jazz, o Rock, o Soul e o R&B, este ultimo foi o único que ainda não ”morreu”, financeiramente falando, em relação a venda de discos e presença na grande mídia, e que as gravadoras ainda insistem em investir. O embranquecimento do R&B ”só” começou na virada do século, e vende ainda milhares de discos sendo cantado por negras (Beyoncé) e mais ainda brancas (Adele). A mídia branca satura muito os gêneros.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Olá boa tarde, veja bem sou negro fui criado em uma comunidade durante 30 anos, onde só se ouvia funk (carioca) e pagode, porém ao escutar pela 1° vez Faroeste caboclo da legião urbana me identifiquei de imediato com o ritmo e com o personagem da letra. Eu tinha 10 anos. Amo o BLUES e todos os seus filhos : Rock in Roll, jazz, punk, R&B, Heavy Metal, Soul. Mais o coração bate mais forte com o metal e o Hard Rock, falando da minha história o Interesse foi meu pelo rock não sofri nenhuma influência para ouvi-lo acredito que a falta de interesse do próprio negro pelo estilo faz com que ele tenha se tornado música de “branco”.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s